Latest News - Headlines

Euro ( € )

notas de euro

O euro (€) é a moeda oficial de 16 dos 27 países da União Europeia. 


O euro existe na forma de notas e moedas desde 1 de Janeiro de 2002, e como moeda escritural desde 1 de Janeiro de 1999. Um euro divide-se em 100 cêntimos, existindo notas de 5, 10, 20, 50, 100, 200 e 500 euros e moedas de 1, 2, 5, 10, 20 e 50 cêntimos e de 1 e 2 euros.
Cada moeda em circulação tem uma face comum e uma face que depende do país para que foi cunhada. As notas de euro são idênticas, mas é possível identificar facilmente a sua origem pela letra que antecede o número de série que 15 dos 16 membros do Euro usam (E - Eslováquia; F - Malta; G - Chipre; H - Eslovénia; L - Finlândia; M - Portugal; N - Áustria; P - Países Baixos; S - Itália; T - Irlanda; U - França; V - Espanha; X - Alemanha; Y - Grécia; Z - Bélgica).

Zona Euro
A Zona Euro é composta pelos seguintes países da União Europeia, que adoptaram a moeda comum: Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Malta, Países Baixos e Portugal, prevendo-se que com a expansão da União Europeia alguns dos aderentes mais recentes possam nos próximos anos partilhar também o euro como moeda oficial. Alguns pequenos não praticavam políticas de moeda própria usam também o euro: Andorra, Mónaco, São Marino e Vaticano. O Montenegro também utiliza o euro como sua moeda oficial. Também no Kosovo, o euro passou a circular mesmo antes da sua declaração de independência.

Outros países tinham a sua moeda fixada a uma antiga moeda europeia. Este era o caso do escudo cabo-verdiano, que estava ligado ao escudo português, e do franco CFA, que era indexado ao franco francês, em circulação em diversos países africanos, e o Franco CFP, dos territórios franceses no Pacífico. O banco que controla as emissões do euro e executa a política cambial da União Europeia é o Banco Central Europeu, com sede em Frankfurt am Main, na Alemanha.

Com a implementação da nova moeda no quotidiano, decidiu-se que as regras para a formação do plural da palavra (p.ex. euro, euros, euri, eurok), o género, o uso da vírgula ou ponto para separação das casas decimais, e da posição do símbolo da unidade monetária manter-se-iam segundo as convenções nacionais de cada país.

Convenções para Portugal e para a língua portuguesa (e para a generalidade das línguas que não o inglês):

Mantém-se a convenção tipográfica prévia da posição do símbolo monetário: tal como o escudo português, o símbolo do euro coloca-se à direita do número. Exemplo: "1 234,56€" (e não "€ 1 234,56");
Não deve ser colocado um espaço entre o símbolo "€" e os algarismos. Exemplo: "1 234,56€" (e não "1 234,56 €");
Deve existir um espaço entre o símbolo "EUR" e os algarismos, e este símbolo deve ser indicado sempre em maiúsculas. Exemplo: "1 234,56 EUR" (e não "1 234,56EUR" ou "1 234,56 Eur");
Deve existir um espaço entre a designação "euro" (ou "euros") e os algarismos, e esta designação deve ser indicada sempre em minúsculas. Exemplo: "1 234,56 euro" ou "1 234,56 euros" (e não "1 234,56euro" ou "1 234,56 Euro");
Moedas de euroSegundo o sistema métrico, é a vírgula o símbolo que separa os números inteiros das casas decimais. Devem figurar sempre duas casas decimais. Os números superiores à unidade apresentam-se em séries de três, sendo cada série separada por um espaço (e não por um ponto), sendo este espaço designado por separador de milhares. Exemplo: "1 234,56€" (e não "1.234,56€" ou "1234.56€"), "1 234,50€" (e não "1 234,5€");

Quando o valor é indicado por extenso, deverão figurar as designações oficiais "euro" ou "cent", ou as variantes usuais "euros", "cêntimo" ou "cêntimos" (existem outras variantes nas restantes línguas). Exemplo: "12,00€" por extenso indica-se "doze euros" ou "doze euros e zero cêntimos", "12,30€" por extenso indica-se "doze euros e trinta cent." (e não "doze euros virgula trinta");
Valores iguais ou superiores a 1 000 000 000 são lidos e escritos por extenso segundo o sistema métrico, através da escala longa (predominante na Europa). Exemplo: "1 000 000,00€" lê-se "um milhão de euros", "1 000 000 000,00€" lê-se "mil milhões de euros" [escala longa] (e não "um bilião de euros" [escala curta]), "1 000 000 000 000,00€" lê-se "um bilião de euros" [escala longa] (e não um "trilião de euros" [escala curta]), "12 003 004 005,00€" lê-se "doze mil e três milhões, quatro mil e cinco euros";
Por vezes é utilizado o prefixo SI "M" (os restantes prefixos, apesar de válidos não têm utilização usual).

O prefixo "M" corresponde a um factor multiplicador de 1 000 000 (um milhão). O mesmo deverá ser utilizado sempre em maiúsculas para evitar ambiguidade com o prefixo "m" que corresponde um factor multiplicador de 0,001 (um milésimo). É habitual suprimir a parte decimal aquando da utilização de prefixos. Exemplo: "1 234M€" (e não "€ 1234M" ou "M€ 1234") corresponde a "1 234 000 000,00€".


Fonte: Wikipédia

| www.noenigma.com | All rights reserved - Copyright © 2010 - 2017

Theme images by richcano. Powered by Blogger.