Latest News - Headlines

O efeito placebo e alívio dos sintomas

efeito placebo

Efeito placebo...


Em Outubro, em entrevista ao Jornal PÚBLICO, Irving Kirsch, psicólogo norte-americano especialista do efeito placebo, declarava:

“Com vários colegas, estamos a procurar maneiras de aproveitar o efeito placebo sem enganar as pessoas. (...) De forma totalmente aberta.” Instado a dar-nos algumas pistas, respondera que ainda não podia dizer nada, mas que haveria resultados concretos em breve.

Foi o que aconteceu hoje com a publicação, na revista PLoS One, de um estudo da equipa de Ted Kaptchuk, da Universidade de Harvard – do qual Kirsch (que trabalha na Universidade de Hull, no Reino Unido) é um dos co-autores.

Os placebos são essencialmente comprimidos de açúcar, desprovidos de substância activa contra a doença que pretendem tratar. 

Costumam ser utilizados nos ensaios clínicos como termo de comparação com potenciais novos medicamentos. Mas apesar de serem totalmente inertes, o seu efeito terapêutico pode ser tão espectacular que as estimativas sugerem que até 50 por cento dos médicos norte-americanos poderão estar a receitá-los aos seus doentes sem lhes dizer!

Só que como esta prática é considerada anti-ética, Kaptchuk e os seus colegas decidiram ver se seria possível aproveitar o poder do efeito placebo respeitando os direitos do doente.

No estudo participaram 80 pessoas que sofriam de síndrome do cólon irritável (SCI), uma doença difícil de tratar, caracterizada por dores e gases abdominais, prisão de ventre ou diarreia (ou ambos). Pode surgir na sequência de vivências stressantes, mas as suas causas desconhecem-se.

Fonte de imagem e texto:  Publico.pt

| www.noenigma.com | All rights reserved - Copyright © 2010 - 2017

Theme images by richcano. Powered by Blogger.