Latest News - Headlines

A destruição das funções sociais do Estado (saúde, educação e segurança social )

Em 2014, Segundo o INE ( Estatísticas de Emprego - 1º Trim. 2014 ) 34% dos trabalhadores por conta de outrem recebiam salários ilíquidos inferiores a 600€ e 61,7% inferiores a 900€. 


Em Portugal a pobreza aumentou muito e as desigualdades agravaram significativamente durante o período da Troika e do Governo. 


A SITUAÇÃO ACTUAL EM PORTUGAL CARACTERIZA-SE:  

  1. POR UM ESTADO COM UMA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DESTRUÍDA,SEM CAPACIDADE PARA INTERVIR NA ECONOMIA, E POR UM GOVERNO FRÁGIL, SUBMISSO e serventuário dos Grandes Grupos Económicos e Financeiros controlados, na maioria por grupos transnacionais, muitos deles empresas de Estados estrangeiros, que já não oculta que o seu objectivo central seja satisfazer os “mercados”
  2. PELAS EXIGÊNCIAS DOS MANDATÁRIOS DOS “CREDORES” ÀS QUAIS O GOVERNO SE AJOELHA EMBORA VIOLEM A SOBERANIA NACIONAL  
  3. ESTA SITUAÇÃO FOI AGRAVADA PELA PERDA DE SOBERANIA MONETÁRIA POR PORTUGAL porque o Estado ficou refém e totalmente dependente no seu financiamento dos “mercados” (grandes grupos financeiros).  
  4. PELA TRANSFORMAÇÃO DO ESTADO NUM INSTRUMENTO ADICIONAL DE EXPLORAÇÃO DOS TRABALHADORES sendo o seu objetivo transferir rendimentos do Trabalho para o Capital (funciona como bomba que aspira rendimentos fundamentalmente de trabalhadores e pensionistas para os entregar aos “credores” e para satisfazer as exigências dos patrões)
Estudo completo, clique Aqui

| www.noenigma.com | All rights reserved - Copyright © 2010 - 2017

Theme images by richcano. Powered by Blogger.