Latest News - Headlines

A Europa continua em estado de pânico

A crise do euro está agora a entrar numa nova dimensão, ainda muito mais dramática. 


Pergunto-me se a Moody's não estará a torturar a França, num gota a gota, para de seguida baixar e deteriorar o seu triplo ( AAA ).

No entanto, a agência de classificação disse em voz alta o que todos pensam baixinho. Se o montante, que Paris continua a pedir emprestado nos mercados, continua a crescer e num clima em que a desaceleração do crescimento se torna cada vez mais evidente, a França, terá cada vez mais difículdade em equilibrar seu orçamento e sua classificação estará em risco.

Cyrille Lachèvre, editou no Blog le Figaro que, " Nós ainda não estamos lá, pois a taxa de 3,44% a 10 anos, ainda se encontra na sua média de longo prazo em (4,15%)." Frisa ainda que " ...esta nota da Moody's vai de facto levar a um custo mais elevado das taxas de empréstimos nos próximos dias, podendo-se deduzir que o declínio na nota francesa será apenas uma questão de tempo."

O presidente do Eurogrupo Jean-Claude Juncker disse se a França perde a sua nota triplo ( AAA ), o Fundo Europeu de Estabilidade Financeira ( EFSF) perde o seu AAA, também. Em suma, se a França cai logo a zona do Euro deixa de ter qualquer protecção, o efeito dominó, ver em A Europa em estado de pânico.

Tenho certeza, que isso nunca vai acontecer, disse Cyrille Lachèvre. Porque se chegássemos a tal eventualidade, o BCE interviria maciçamente, esquecendo-se todos os princípios de independência. Mesmo a Alemanha seria forçada a apoiar, dando-lhe carta branca para qualquer política monetária heterodoxa, incluindo a violação e seus princípios. Berlim não se pode dar ao luxo de um colapso da zona do Euro, especialmente contra seu vizinho hexagonal, Paris.

Este é exactamente o parecer do Ministério da Economia de França. "Se piorar para nós, o BCE resgatar-nos-á!". É um argumento totalmente cínico, mas perfeitamente verdade e que equivale dizer "nós podemos continuar a correr a toda velocidade, sem qualquer risco, se alguma coisa falhar, o airbag Alemão salvará as nossas vidas".

Esse airbag alemão que é nem mais nem menos, a Angela Merkel. Esta teoria do airbag parece-se mais com um inconsciente que quer saltar sem pára-quedas e convicto que o bombeiro, em baixo, seja suficientemente forte e audaz para pegá-lo. Como da mesma forma se tem continuado a dizer nos corredores da Europa, que a saída da Grécia da zona Euro terá consequências incalculáveis. Francamente, entre a peste e a cólera, deste dois males, qual deles o melhor!

Há apenas uma realidade e é continuar a acelerar os esforços para reduzir o défice o mais rápido possivel do que o actualmente está previsto.

| www.noenigma.com | All rights reserved - Copyright © 2010 - 2017

Theme images by richcano. Powered by Blogger.