Latest News - Headlines

As Implicações do FMI para os Lares Portugueses

Muito se tem falado sobre o FMI ( Fundo Monetário Internacional ) ou o EFSF ( Fundo Europeu de Estabilização Financeira ) em ajudar Portugal a ultrapassar a crise e a austeridade actual. Ver os artigos relacionados em, A Crise, as medidas de Austeridade e o €uro e Fundo Monetário Internacional ( FMI ) em Portugal?

Mas, quais serão as implicações se o FMI ou o EFSF intervirem em Portugal, no nosso dia a dia? O Semanário Sol publicou uma Ajuda de perguntas e respostas sobre, Tudo o que quis saber e nunca ousou perguntar sobre o FMI.

Vou perder o emprego? O escudo vai voltar? Devo tirar o dinheiro do banco? A vida vai ficar mais cara? Saiba as respostas.

  • É o FMI que vai ajudar Portugal?

Quando se fala no FMI refere-se a ajuda financeira da União Europeia, onde participa, em menor escala, o FMI. Na ajuda à Grécia, o FMI contribuiu com 30% do pacote de auxílio. ( Ver também : Detalhe da Crise nos 4 Países da Europa )


  • Pedir à UE é mais caro que pedir só ao FMI?

Sim. A Grécia paga um juro de 3,3% pela parcela do FMI e 4,2% à UE (anteriormente 5,2%). Porém, as medidas de austeridade de um plano só do FMI podem ser mais severas .


  • O escudo pode voltar?

É uma hipótese pouco provável, mas apontada ao longo da crise. A saída de um membro do euro pode ser um precedente perigoso. O resgate à Grécia também era um caso isolado que ia resolver a crise. ( Ver também : Poderá Portugal e o €uro serem Salvos? )



  • A vida vai tornar-se mais cara?

O custo de vida vai encarecer mais pela subida dos custos energéticos do que pela crise da dívida. Porém, as medidas de austeridade já levaram a uma subida do IVA para 23%.


  • Quanto tempo estará o FMI em Portugal?

Depende da duração do pacote de ajuda. O da Grécia tinha um prazo original de cinco anos e foi alargado, no mês passado para sete. Saldada a dívida, o FMI/UE sai.


  • Tiro o dinheiro do banco?

Não. Em caso de insolvência da banca, o Estado deverá intervir através de nacionalizações. O governo irlandês injectou 43 mil milhões de euros para evitar a bancarrota do sector.


  • Vou perder o emprego?

A austeridade diminui a actividade económica e aumenta o desemprego. A Grécia está com uma taxa de 12,5% e Bruxelas prevê que chegue a 15%. A Irlanda vai dispensar 25 mil funcionários públicos. ( Ver também : O Limite dos Sacrifícios dos Portugueses )


  • Os salários vão descer?

É provável. Na Grécia, houve cortes nos 13.º e 14.º meses da Função Pública e, na Irlanda, o salário mínimo baixou. Imposições legais, como a compensação por trabalho extra, podem ser revistas.

Fonte : retirado do artigo original em : FMI: Tudo o que quis saber e nunca ousou perguntar, do Semanário SOL

| www.noenigma.com | All rights reserved - Copyright © 2010 - 2017

Theme images by richcano. Powered by Blogger.